quinta, 06 de agosto de 2020 - 19:11h - 746
Servidores reforçam conhecimentos sobre gestão e fiscalização de contratos na área da saúde
Objetivo é despertar o interesse na organização e uniformização dos processos, focando na transparência e no melhor aproveitamento de recursos.  
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: Claudia Cavalcanti
O objetivo é despertar o interesse na organização e uniformização dos processos através da identificação de ferramentas e princípios norteadores.

 

Servidores da Secretária de Estado da Saúde (Sesa) participaram nesta quinta-feira, 6, de uma palestra sobre gestão e fiscalização de contratos de fornecedores e empresas terceirizadas na área da saúde.

O objetivo é despertar o interesse na organização e uniformização dos processos através da identificação de ferramentas e princípios norteadores, com foco na transparência e no melhor aproveitamento de recursos.

Convidado para palestrar, o secretário de controle externo do Tribunal de Contas da União no Amapá, Edem Mendes, explicou que o conteúdo da palestra visou dar mais informações sobre a gerência nas atividades de saúde do Amapá.

“Nós, do TCU, estamos sempre disponíveis para promover esse diálogo com capacitações que podemos fazer para os servidores, verificar as dificuldades, procedimentos e normas que podemos entregar para tenta desanuviar um pouco as problemáticas da administração pública”, disse.

A palestra é uma continuidade da oficina de Gestão de Compras promovida pela Sesa no mês de julho em que os servidores foram capacitados para elaborar termos de referência, projetos básicos, e acompanhamento da execução, controle e fiscalização de contratos de serviços continuados e de aquisição para a elaboração do Plano Anual de Compras e Contratações da pasta para 2021.

O objetivo é que os setores estejam alinhados para que cada uma das etapas do processo aconteça de forma mais célere. É isso que vai definir, por exemplo, a compra de medicamentos, correlatos e insumos, além do fornecimento de alimentação, rouparia e lavandeira hospitalar, itens necessários para o funcionamento da rede estadual de saúde. 

O secretário de Saúde, Juan Mendes, ressaltou que essas são medidas para aprimorar o controle da gestão de compras e recursos e aproximar os servidores da metodologia de fiscalização dos órgãos de controle.

“O TCU é um dos órgãos máximos de controle e fiscalização e uma forma de adquirir essa expertise é implementar isso nas nossas ações. A forma como o serviço é desenvolvido vai se tornar mais eficaz porque teremos mais controle e fiscalização, com um feedback maior para o gestor e com segurança no pagamento”, finalizou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá