quinta, 06 de agosto de 2020 - 21:00h - 1100
Aula de cidadania: jovens debatem sobre a importância do voto consciente
Atividade do programa Amapá Jovem contou com a participação do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, desembargador Rommel Araújo.
Por: Anne Santos
Foto: Atividade do programa Amapá Jovem contou com a participação do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, desembargador Rommel Araújo.
Para o desembargador, jovens ainda têm desinteresse pela política.

Por meio do voto o jovem tem o poder de transformar a sociedade em que vive. Foi a partir dessa visão que aconteceu a palestra A importância do voto consciente, ministrada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE/AP), desembargador Rommel Araújo. A atividade online faz parte do programa Amapá Jovem, coordenado pela secretaria Extraordinária de Políticas para a Juventude (Sejuv).

De acordo com dados do TRE, no Amapá são 517.082 eleitores, desse total, a faixa etária de 16 a 18 anos é composta por 8.918 jovens, que representam uma parcela de 1,7% do eleitorado. Para o presidente, o índice é reflexo de uma fase em que os jovens não têm interesse na política.

“Com o desinteresse da juventude em votar esse número ainda é pequeno. Queremos mostrar a importância do jovem dentro do processo eleitoral através do voto consciente”, afirmou o desembargador.

Os jovens tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre o processo eleitoral, o sistema das urnas e como o Tribunal está se organizando para realizar as eleições nesse período de pandemia.

 “Estamos mostrando para esse jovem que o voto consciente é capaz de transformar nossa sociedade. Ele não é obrigado a votar, mas tem o direito e esse direito foi conquistado pela juventude”, disse o secretário de Juventude, Pedro Filé.

 A bolsista Sirliane Duarte comentou durante a live que sabe a importância de valorizar a oportunidade do voto e da relevância social que o ato tem.

“Faço questão de votar, principalmente por ter conquistado esse direito, sendo mulher então é fundamental fazer valer isso”, comentou a jovem.

O desembargador alertou ainda para o perigo das fakenews nas eleições e os crimes eleitorais, incentivando aos jovens que denunciem irregularidades, não vendam o voto e sempre verificar se a notícia compartilhada é verdadeira.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá