quinta, 06 de junho de 2019 - 13:13h - 4002
Torneira mal fechada pode desperdiçar até 46 litros de água tratada, alerta Caesa
Caesa está ministrando uma série de palestras sobre o uso racional da água e descarte correto na rede de esgoto, aos moradores do Jardim Açucena.
Por: Junior Menezes .Colaboradores: Samilla Lima
Foto: Samilla Lima
Alerta sobre desperdício de água é feito pela chefe do Serviço de Mobilização Social da Caesa, Léia Pelaes

A Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) iniciou nesta semana uma série de palestras e ações de formação comunitária no Residencial Jardim Açucena, em Macapá. O objetivo é conscientizar e dar dicas sobre o uso racional de água e esgoto, além de explicar as novas regras da tarifa socioeconômica vigente. As ações ocorrem de 4 a 7 de junho no local.

As palestras iniciam com a equipe da Gerência Técnico Social da companhia explicando o uso racional da água, seguido pelo gerente de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Anderson Vasconcelos, que aborda as normas de utilização da rede esgoto e alerta sobre como e o que se pode descartar na rede. A ministração finaliza com explicações sobre a novas regras aprovadas em relação à tarifa social.

João Lima, morador da quadra 4 do residencial, afirma que a partir da palestra pôde aprender bastante sobre a educação ambiental. “Eu aprendi algo muito importante, sobre o resíduo sólido, inclusive vou tomar novas providências quanto a isso na minha casa, além de descobrir o quanto eu gasto com a água que fica pingando na torneira”, diz.

Com a explicação da chefe do Serviço de Mobilização Social da Caesa, Léia Pelaes, o morador descobriu que, se deixar uma torneira pingando durante 24h, são desperdiçados 46 litros de água tratada. “Desta forma, o consumidor irá pagar um preço mais alto, por causa do desperdício, muitas vezes, inconsciente”, alerta.

Em relação ao uso correto da rede de esgoto, o gerente comercial da Caesa, Mauro Magalhães, falou sobre o que pode e o que não pode ser descartado na pia da cozinha, no ralo do banheiro e, até mesmo, no sistema sanitário.

“Muitas vezes durante o serviço de desobstrução da rede são encontrados restos de comida, pedaços de fio dental, papeis, fraldas descartáveis, fios de cabelo e até preservativos. Esses materiais provocam o entupimento da rede de esgoto, onde se deve haver apenas o descarte de água e matéria orgânica”, orientou Mauro Magalhães.

As palestras se estendem até esta sexta-feira, 7, dividindo os atendimentos à população do Residencial Jardim Açucena por quadras. No primeiro dia, foram atendidos os moradores das quadras 2 e 4; na quarta-feira, 5, os moradores das quadras 3 e 7; nesta quinta-feira, 6, é a vez dos que moram nas quadras 6 e 9 receber as orientações, encerrando na sexta-feira, 7, com os residentes da quadra 5, sempre a partir das 16h.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá