sexta, 16 de outubro de 2015 - 16:31h - 8654
Organização define esquema de segurança e de transporte para a 51ª Expofeira
Os coletivos terão prioridade perante os carros de passageiros no fluxo do trânsito.
Por: Da Redação
A coordenação da 51ª Expofeira do Amapá reuniu com a Polícia Militar, Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), Secretaria de Estado dos Transportes (Setrap), Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Amapá (Setap), Sindicato dos Taxistas de Macapá (Sintaxi), Sindicado dos Rodoviários e Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac), para definir o esquema de segurança e de transporte para o evento, que acontece no período de 30 de outubro a 8 de novembro, no Parque de Exposições da Fazendinha.

Entre as definições, a destinação de uma frota de 100 ônibus para atender a demanda da Expofeira. Os coletivos terão prioridade perante os carros de passageiros no fluxo do trânsito. Um terminal de embarque e desembarque de passageiros foi montando dentro do parque.

A segurança nos coletivos está garantida e a fiscalização evitará possíveis depredações e vai manter a integridade física dos rodoviários (cobradores e motoristas) e dos passageiros. A Operação Lei Seca também será intensificada pela polícia.

Para as pessoas que dependem do transporte público, o serviço vai funcionar até as 4 horas. A partir desse horário, todas atividades dentro da feira serão paralisadas.
Em reunião realizada nesta sexta-feira 16, o Sintaxi se posicionou quanto à possibilidade dos taxistas do município de Santana também trabalharem na Expofeira. Segundo o sindicato de Macapá, a possibilidade dos trabalhadores de Santana terem um ponto no evento é inviável, já que o evento será realizado em Macapá.

Conforme determinação da CTMac, os taxistas santanenses só podem transportar os passageiros até a expofeira, mas sem a utilização do letreiro luminoso.

Para evitar congestionamentos e facilitar o tráfego, táxis e ônibus terão uma via específica para trafegar. O Batalhão Rodoviário fará uma simulação, antes do evento, para os trabalhadores terem noção de como funcionará o sistema.

"O evento é do governo, mas nós, evidentemente, estamos colaborando. A Expofeira é um grande evento de interesse coletivo. A população pode ficar ciente de que a CTMac estará fiscalizando e garantindo o transporte", afirmou Cristina Baddini, presidente da CTMac.

Para o secretário das Cidades e coordenador geral da 51ª expofeira, Alcir Matos, o diálogo entre os órgãos e entidades é fundamental para organização e eficaz realização da Expofeira. "Estamos a duas semanas do evento e vamos intensificar as reuniões. Muitas regras já foram definidas nessa relação, mas muitas ainda precisam ser acordadas. O que queremos é a população satisfeita e nós estamos trabalhando para isso", pontou Matos.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá