quarta, 11 de novembro de 2015 - 15:38h - 6604
Com aumento de demanda após Expofeira, empreendedor vai expandir sua produção
Após a 51ª Expofeira do Amapá, empresa que produz os Produtos Vó Jacira, no mercado das polpas de frutas, procurou a Adap em busca de incentivos para expandir seu negócio
Por: Leidiane Lamarão

Após encerrada as atividades da 51ª Expofeira do Amapá, Mauro de Almeida de Souza, dono da Agro Norte, empresa que produz os Produtos Vó Jacira, no mercado das polpas de frutas, procurou a Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá em busca de incentivos para expandir seu negócio, dada a grande visibilidade e demanda que obteve durante a Expofeira.

Com a exposição na 51ª expofeira, Mauro de Almeida conseguiu fechar negócio para fornecer as polpas de frutas Vó Jacira para o Programa Federal de Merenda Escolar; recebeu também a solicitação para fornecer frizers expositores com os produtos na rede de mercantis do Estado, além da demanda de 6 mil quilos de polpa para o Estado São Paulo, sendo três mil quilos de polpa de cupuaçu e três mil quilos de polpa de maracujá.

O empreendedor participou pela primeira vez da feira a convite da Agência e diz que gostou muito dos resultados. De acordo com ele, a empresa existe há oito anos no papel e há quase um ano efetivo no mercado local, porém, credita que 90% da população não conheciam os Produtos Vó Jacira, até a Expofeira.

 “Antes de participar eu via a Expofeira como um evento só de shows e parques, hoje a minha visão mudou. Conseguimos perceber o lado mais técnico e de negócios. Nosso ponto foi bastante frequentado e isso nos trouxe muita visibilidade. Encerramos o evento com grandes demandas de nossos produtos, tanto interna quanto externa”, destacou o empresário. 

Para o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá, Eliezir Viterbino, é muito importante que os empreendedores se apoderem da importância da instituição no desenvolvimento das micro, pequenas e médias empresas. “O nosso objetivo é trabalhar com os investidores internos e também recepcionar os externos. Estamos abertos ao diálogo com todos os seguimentos que queiram somar com o Estado no processo de desenvolvimento da economia” declarou Viterbino.

Viterbino afirma, ainda, que todas as demandas dos empreendedores serão tratadas diretamente com o governador do Estado, que está muito acessível às questões de fomento da economia.

 “Temos dito que na agricultura não existe crise, devemos saber utilizá-las para desenvolver a economia do Estado e este é o caminho a seguir. O governador está acessível a essas questões, tanto que o eixo principal de seu governo para movimentar e desenvolver o Estado é o eixo econômico”, garantiu.

Cadeia produtiva

Os Produtos Vó Jacira são frutos do projeto de agricultores da Colônia do Matapí, localizada no Município de Porto Grande, que já produziam em larga escala e tentaram novas atividades com o fruto. A Empresa Agro Norte foi criada com a finalidade de realizar o beneficiamento do arroz, milho, farinha de mandioca, suco de caixinha, polpa de frutas e ração alternativa. Porém, atualmente a empresa atua apenas com três atividades: polpa de frutas, suco de caixinha e ração alternativa.

Para incluir os agricultores neste processo criou-se a Cooperativa Agroporto (Associação dos Agricultores de Porto Grande) que compra o produto direto dos agricultores e repassa à Agro Norte. Desta forma, os agricultores não precisam mais passar horas dentro de caminhões para levar somente metade dos produtos às feiras das cidades.

 

Mercado

Atualmente, 70% das polpas de frutas comercializadas no Amapá, vêm do Estado do Pará. Com a introdução dos produtos Vó Jacira no mercado local, os custos serão mais baixos, o valor dos produtos serão mais em conta e a circulação do capital no Estado irá movimentar a economia.

Geração de Empregos

De acordo com Almeida, a expansão dos negócios da Agro Norte irá gerar na primeira fase cerca de 150 empregos diretos no Estado.  Serão 100 no campo, onde será preciso mais mão de obra para produzir, e os demais na própria fábrica, que irá precisar de pessoal para atuar no envasamento, na fase de decantação, no empacotamento e, na capital, haverá a necessidade de vendedores, supervisores, motoristas e fiscais.

 

Exportação

Durante participação na 51ª Expofeira do Amapá, o quiosque de produtos Vó Jacira recebeu a visita do representante de comércio da Guiana Francesa, que mostrou interesse para que os produtos sejam comercializados para outros países utilizando a Guiana Francesa como canal.

Para que a exportação se consolide, o empresário irá contar com o apoio da Assessoria de Relações Internacionais da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá.

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá