segunda, 09 de abril de 2018 - 09:11h - 2122
Defenap implanta projeto Defensor Público Jovem no Amapá
Projeto será apresentado no sábado, 14, na Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares; estudantes atuarão como defensores públicos nas demandas escolares.
Por: Iracilda Tavares
Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Escola Alexandre Vaz Tavares vai concentrar a maioria das atividades do projeto Defensor Público Jovem

Como parte do cronograma de ações da Defensoria Pública do Amapá (Defenap), o Núcleo de Assistência Jurídica aos Bairros Periféricos de Macapá, apresenta no próximo sábado, 14, na Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares, o projeto Defensor Público Jovem que atenderá alunos de escolas estaduais, com idade entre 12 e 18 anos. O lançamento do projeto está previsto para ocorrer no dia 4 de maio.

Inicialmente, o projeto vai atender cerca de 100 jovens que estudam em cinco escolas públicas estaduais. Desse quantitativo, cinco serão selecionados, obedecendo aos requisitos do projeto, para que possam atuar como defensor público na comunidade. Eles serão orientados e treinados para auxiliar a população.

A Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares, localizada na Avenida Feliciano Coelho, Centro de Macapá, onde ocorrerá o lançamento do projeto, também funcionará como sede principal da maioria das atividades. O espaço funcionará como uma espécie de juizado, onde o juiz, promotor e defensor público, atuarão juntos para atender as atividades da escola e da comunidade.

No local serão absorvidas demandas de 18 bairros da capital. A escola foi escolhida por causa da localização e por apresentar estrutura física adequada para desenvolver os trabalhos, além dos bons resultados obtidos na formação de alunos.

Além da Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares, as escolas Rivanda Nazaré da Silva Guimarães e Professor Gabriel Almeida Café e, mais duas instituições de ensino localizadas nos distritos de Fazendinha e São Joaquim do Pacuí, em Macapá, estão envolvidas no projeto Defensor Público Jovem.         

O chefe do Núcleo de Assistência Jurídica aos Bairros Periféricos da Defenap, defensor Paulo José Ramos, salientou que, primeiramente, serão feitas reuniões com a direção das escolas para apresentar o projeto e, depois, os alunos receberão informações sobre as fases e critérios para participar.

“Primeiro, vamos apresentar a proposta para a comunidade escolar e explicar para os alunos como o projeto irá funcionar. No dia 4 de maio faremos o lançamento com a presença de autoridades. A ideia é dar suporte nas demandas que chegam à sede da defensoria. Faremos audiências na escola com juiz, promotor e defensor com a participação dos alunos e a comunidade”, explicou o defensor público Paulo José.  

Para participar do projeto, os alunos devem obedecer alguns critérios, como possuir boa desenvoltura na oratória, ter 100% de frequência, não apresentar problemas de ordem disciplinar e assumir as exigências da Defenap.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá