segunda, 06 de janeiro de 2020 - 11:37h - 4490
Sucesso de público! Museu Sacaca recebe mais de 92 mil visitantes em 2019
Relatório do Iepa aponta que houve crescimento no número de visitações. Em 2018, cerca de 55 mil pessoas participaram de atividades no espaço cultural e social.
Por: Claudio Rogério
Foto: Maksuel Martins
Os principais agentes participantes de visitas no Museu Sacaca foram de agendas de escolas públicas e privadas, turistas, visitantes locais e grupos de associações comunitárias.

Atividades culturais, sociais e também de cunho educativo no Museu Sacaca atraíram 92.559 visitantes ao longo de 2019, segundo o relatório do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa).

Os números foram extraídos do livro de frequência usado na recepção do museu. De acordo com o relatório, o que mais mobilizou as visitações foram agendas de escolas públicas e privadas, turistas, visitantes locais e grupos de associações comunitárias.

As reformas e criações de novas ambientações também colaboraram para o aumento das visitas. Os espaços que ganharam revitalização são:  

  • Casas indígenas
  • Espaço multimídia
  • Espaço de leitura Samaúma das Palavras

Para o diretor-presidente do Iepa, Jorge Souza, o crescimento no registro de visitas chamou a atenção desde o lançamento em 2018 da campanha ‘Vem pro Museu. Valorize, que é nosso!’, que alcançou o total de 55 mil pessoas em 2018.

“Com estes novos números, compreendemos que o Museu Sacaca é um dos espaços mais visitado no Amapá, e isso só aumenta nosso compromisso em cuidar cada vez mais deste belo centro de entretenimento e conhecimento”, disse.

Entre as principais programações que reuniram grande público estão:

  • Sacaca na Folia
  • Atividades no planetário
  • Ciclo do Marabaixo
  • Programações nacionais do Ibram
  • Receptivo da Macha para Jesus Kids
  • Semana da Consciência Negra
  • Férias no Museu
  • Dia das Crianças
  • Quadra Junina

Histórico

O Museu Sacaca foi criado com o objetivo de disseminar e valorizar a cultura dos povos da Amazônia, através de espaços que demonstram e representam relações com o meio natural e o modo de vida dos ribeirinhos, índios, caboclos e quilombolas.

A estrutura física de 20 mil metros quadrados foi concebida para ser um espaço de histórias vivas, de forma a promover ações museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, conservação do patrimônio global, desenvolvimento sustentável humano e do patrimônio cultural do Amapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá