terça, 05 de março de 2019 - 17:46h - 1902
Junto com foliões, governador destaca importância histórica e social do bloco A Banda
Bloco completou 54 anos arrastando milhares de foliões pelas ruas de Macapá, com apoio do Governo do Estado.
Por: Gabriel Dias
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
Waldez prestigiou a festa desde a concentração. O gestor lembrou da importância histórica e social do bloco para o carnaval do Amapá

Há 54 anos, o mais tradicional bloco de rua do Amapá, A Banda, percorre as ruas do Centro de Macapá mantendo a cultura e tradição da terça-feira Gorda de Carnaval. Com muita alegria e irreverência, milhares de foliões acompanharam o bloco, que recebeu o apoio do Governo do Estado do Amapá (GEA).

A festa iniciou com uma ação social em frente ao Centro Sociocultural do Bloco A Banda, na Avenida Ernestino Borges, no Laguinho. Foram oferecidos serviços gratuitos de saúde, odontologia e beleza para a população. Logo em seguida, foi servido um caldo de carne para os foliões.

O governador do Amapá, Waldez Góes, prestigiou a festa desde a concentração. O gestor lembrou da importância histórica e social do bloco para o carnaval do Amapá.

“A Banda é o bloco do povo, que reúne pessoas independente de posição social, política ou financeira”, destacou.

O chefe do Executivo estadual também destacou o empenho do Estado na construção da sede própria do bloco, inaugurada em 2017. Além de Centro Cultural do grupo, o novo espaço serve como uma unidade integrada onde serão ofertados serviços de saúde, educação, tecnologia e inovação à indústria e à comunidade.

“Por entender a importância dessa manifestação cultural para o Amapá, nós doamos o terreno e executamos a obra com contrapartida do Estado somados a emendas parlamentares”, explicou.

O presidente da Banda, José Figueiredo de Souza, o Savino, lembrou que o governador foi o responsável pela idealização do projeto de construção da sede do Bloco.

“Ele (governador) foi a primeira pessoa que me chamou no seu gabinete e disse que tínhamos que deixar um legado para a população amapaense", afirmou.

Aos 82 anos, o aposentado Rui Coelho dos Santos participa da Banda desde a sua criação, e mesmo com a idade avançada, não perde nenhum ano da festa.

“Todo ano estou aqui, há mais de 50 anos, prestigiando essa que é a festa mais tradicional do carnaval do nosso Estado", comentou.

Percurso

A saída do Bloco aconteceu às 14h. Foram mais de seis quilômetros de caminhada pelo seguinte trajeto: saída da Avenida Ernestino Borges, Rua Tiradentes, Avenida Presidente Vargas até a Praça Veiga Cabral, Rua Cândido Mendes, Avenida Henrique Galúcio, Rua Tiradentes, Avenida Feliciano Coelho, Rua Leopoldo Machado, volta para a Avenida Ernestino Borges até a São José, com encerramento na Praça Barão do Rio Branco.

O percurso foi acompanhado pelos tradicionais bonecos Chicona, Iracema, Vanderlei, Arizinho e Arimatéia.

Bloco da Responsa

O GEA também participou da programação com ações do Bloco da Responsa, iniciativa da gestão estadual que integra ações de órgãos como o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Militar, Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (Sims) e Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres (SEPM).

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Marcelo Loureiro/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá