sábado, 03 de agosto de 2019 - 19:45h - 3699
Mamaço marca abertura da Semana Mundial de Aleitamento Materno
Evento marcou a abertura da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que faz parte da programação do ‘Agosto Dourado’, mês de incentivo a amamentação.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: André Rodrigues
A semana tem como tema a capacitação dos pais para permitir a amamentação, agora, e no futuro, enfatizando a importância do envolvimento de todos os familiares próximos no apoio e suporte à mãe

Dezenas de mamães e bebês estiveram presentes no mamaço, realizado pelo Banco de Leite Humano (BLH), do Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML), na tarde deste sábado, 3, no auditório do Museu Sacaca. O evento marcou a abertura da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que faz parte da programação do ‘Agosto Dourado’, mês de incentivo a amamentação.

A semana tem como tema a capacitação dos pais para permitir a amamentação, agora, e no futuro, enfatizando a importância do envolvimento de todos os familiares próximos no apoio e suporte à mãe, para que seja possível o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de vida do bebê e, de forma complementar, até os 2 anos.

A coordenadora do BLH, Darcineide Dias, explicou que o durante todo o mês terão atividades voltadas para a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. “É muito importante para a gente acolher essas mães, mostrar que elas têm um ponto de apoio e a importância da família e de divulgar o aleitamento materno que é um momento muito bonito”, disse.

O evento teve sorteio de brindes, música ao vivo, sessão de fotos das famílias e depoimentos sobre amamentação. Do dia 6 a 9 de agosto, a Semana terá programação no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TEC/AP), sempre as 8h, com palestras de médicos, psicólogos, enfermeiros e nutricionistas para orientar quanto a amamentação além de oficinas de cuidados e primeiros socorros com os bebês.

A empreendedora Vanessa Amanajás, 19 anos, contou com a ajuda do Banco de Leite quando seu filho, Arthur de 3 meses, nasceu prematuro e precisou ficar internado no HMML para ganhar peso. “Pude ficar perto do trabalho do Banco de Leite, elas me ajudaram muito. Eu sentia a necessidade de ajudar as pessoas, de retribuir, eu percebi que podia fazer a minha parte sendo mãe e ajudando outros bebês, doando o leite que ele não toma e compartilhando desse amor”, declarou.

Proteção a amamentação

Para incentivar o aleitamento, o Governo do Estado do Amapá (GEA) possui a Lei N° 2.029/16 de autoria da deputada estadual Marília Góes, que dispõe sobre o direito ao aleitamento materno em locais fechados ou abertos, independente de conter áreas segregadas à amamentação. A legislação ainda fixa multa ao estabelecimento que proibir ou constranger o ato em R$ 500,00  e, em caso de reincidência, a multa sobe para R$ 1.000,00. 

Também de autoria da deputada foi sancionada a Lei Ordinária N° 2194/17, que instituiu na semana do dia 19 de maio, a Semana Estadual de Doação de Leite Materno, para intensificar campanhas ações de incentivo e sensibilização sobre o ato.

Banco de Leite Humano

Para se tornar uma doadora de leite ou receber orientações sobre amamentação, basta a voluntária ir até o Banco de Leite Humano, que funciona 24 horas, com o cartão de pré-natal e, caso seja necessário, serão refeitos no próprio local os testes rápidos para comprovar a saúde da voluntária.
Caso ela seja aprovada, um cadastro será feito e ela receberá orientações sobre a assepsia da mama e os cuidados com o armazenamento do leite. A doadora pode entregar os recipientes com o leite no próprio Banco de Leite ou requisitar que a equipe de captação busque o leite na residência.

O BLH também está aceitando frascos de vidro que são utilizados na coleta e armazenamento do leite materno. Além de ser de vidro, os frascos precisam ser transparentes e ter tampa de plástico rosqueável, tais como, vidro de maionese e café solúvel.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

André Rodrigues

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá