domingo, 03 de maio de 2020 - 14:26h - 10424
Amapá prorroga quarentena e novas regras dão mais rigidez ao isolamento social
Decreto que prorroga o isolamento social até o dia 18 de maio foi assinado neste domingo, 3, pelo governador do Amapá, Waldez Góes.
Por: Gabriel Dias
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
Decreto que prorroga isolamento social por mais 15 dias foi assinado pelo governador do Amapá, Waldez Góes.

O governador do Amapá, Waldez Góes, assinou neste domingo, 3, o Decreto nº 1616, que mantêm as medidas de isolamento social e a suspensão dos serviços não essenciais no Amapá até o dia 18 de maio. O documento traz novas regras de restrição para conter o avanço do novo coronavírus no estado.

A medida mantêm por mais 15 dias a suspensão das atividades comerciais, religiosas, culturais, esportivas, transportes fluviais, entre outros.

O objetivo da nova prorrogação é reforçar os cuidados para evitar contágio por meio de aglomerações de pessoas. Atualmente o Amapá já possui mais de 1,4 mil casos confirmados e já registrou mais de 40 óbitos causados por complicações de Covid-19.

"Ainda seguindo as recomendações da ciência e da medicina, e diante do grande números de casos confirmados de Covid-19 no Amapá, nós tomamos a decisão de prorrogar o isolamento social com novas regras a serem aplicadas naquelas atividades consideradas essenciais", explicou Góes.

O decreto também traz novas medidas sugeridas pelos próprios empreendedores de serviços essenciais, para reforçar a necessidade do cumprimento efetivo das recomendações do Estado, que evitem a aglomeração de pessoas em estabelecimentos como supermercados e atacadistas, como por exemplo, a limitação de uma pessoa por família para acessar os estabelecimentos e a proibição da entrada de crianças menores de 12 anos.

"Vamos endurecer a fiscalização, e os estabelecimentos que não seguirem o cumprimento serão penalizados. Assim como ressaltamos para as pessoas que tiverem a necessidade de ir até esses locais, que não há a necessidade em ir toda a família", destacou Góes.

Novas medidas

As novas medidas decretadas por lei, através do decreto, já eram descritas na Nota Técnica emitida pelo Governo do Amapá para evitar a aglomeração de pessoas nos estabelecimentos que oferecem serviços essenciais para a população.

As novas medidas oficializadas são:

  • Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), como luvas e máscaras, pelos colaboradores;
  • Uso obrigatório de máscaras pelos clientes;
  • Higienização das mãos de colaboradores e consumidores na entrada do estabelecimento;
  • Higienização de carrinhos;
  • Limitação do acesso e permanência de pessoas no espaço de quatro metros quadrados, considerando a distância de dois metros entre elas.
  • Limitação da entrada de apenas uma pessoas por família para a realização das compras necessárias;
  • Restringir a entrada de crianças menores de 12 anos.

O decreto estadual segue servindo de referência para as medidas de isolamento social adotadas pela maioria das prefeituras. Na capital o período de quarentena também foi prorrogado por mais 15 dias.

"Não tivemos outra opção, senão seguir a decisão do Estado de reeditar o decreto de isolamento social com essas novas regras de restrição para que possamos tentar retomar o controle dessa pandemia", frisou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá