sexta, 02 de dezembro de 2016 - 16:26h - 4570
“O Amapá está vencendo a guerra contra o Aedes”, afirma ministro interino Paulo Pedrosa
Ações no Amapá fizeram parte do Dia Nacional de Combate ao transmissor da dengue, zika e chikungunya
Por: Elder de Abreu
Foto: Erich Macias
Ministro Pedrosa e o vice-governador Papaléo Paes entregaram três veículos para o combate ao Aedes
O Amapá foi citado pelo secretário-executivo e ministro interino de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, como um exemplo na luta contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Representando o Ministério da Saúde, Paulo Pedrosa esteve em Macapá, nesta sexta-feira, 2, para acompanhar as atividades do Estado no Dia Nacional de Mobilização Contra o Mosquito Aedes aegypti – campanha promovida pelo governo federal e que ocorre, simultaneamente, em todas as unidades da federação.

Na capital amapaense, mais de 200 militares do Exército Brasileiro e do Corpo de Bombeiros, além de 50 agentes de endemias, compuseram um mutirão de limpeza e vistoria em sedes públicas do Executivo estadual e municipal e dos Poderes Judiciário e Legislativo, além do Ministério Público Estadual. As atividades foram de inspeção, eliminação de possíveis criadouros e tratamento focal, caso seja necessário.

A escola estadual Tiradentes, que recebeu ações de limpeza e educativas, foi um dos locais visitados pelo ministro interino. Acompanhado do vice-governador, Papaléo Paes, e da secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, Pedrosa distribuiu materiais educativos e conversou com estudantes sobre a importância de levar informações sobre o mosquito para dentro de casas.

“Ações nas escolas são de extrema importância nessa luta, pois os estudantes são fundamentais para disseminar a informação. O Brasil atravessa uma fase difícil, a União e os Estados estão fazendo a sua parte, mas é necessário mais que isso. Toda sociedade deve vir conosco nesta luta”, avaliou o vice-governador.

Na Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Aleap), Pedrosa pediu aos deputados que conscientizem a população sobre a importância da campanha. “Temos que sensibilizar a população, pois é dentro das propriedades privadas, onde o poder público só pode entrar com a permissão do dono, é que estão os maiores riscos de proliferação. É fundamental que os moradores tirem 15 minutos por semana para fazer uma ronda em casa”, recomendou o ministro interino.

Após a visita nos órgãos públicos, a comitiva governamental finalizou a agenda ministerial no Palácio do Setentrião, sede do governo amapaense, onde Pedrosa e o vice-governador entregaram três veículos que auxiliarão nas atividades de monitoramento e combate ao Aedes nos municípios de Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque.

A secretária Renilda Costa ressaltou que o Amapá, em conjunto com as prefeituras, conseguiu reduzir os casos de dengue de 2932, em 2015, para 1556 este ano, um recuo de 46,9%. Uma redução também foi experimentada nos casos de chikungunya, que caíram de 951 no ano passado para 155 até aqui – queda de 83,7%.

“O Amapá tem se mostrado um exemplo para o Brasil. O Estado mostra que está conseguindo vencer a luta contra o Aedes. No entanto, podemos melhorar mais ainda esses números, aqui, no Amapá”, analisou Paulo Pedrosa.

O dia de mobilização foi articulada pelas Salas Nacional e Estaduais de Coordenação e Controle para o Enfrentamento à Microcefalia, que gerencia e monitora as ações de mobilização e combate ao mosquito Aedes aegypti. No Amapá, a Sala é formada por representantes do Executivo, Legislativo, Judiciário e Forças Armadas.
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá