domingo, 24 de julho de 2016 - 10:17h - 4143
“Está mais organizada”, afirma morador após 60 anos acompanhando a Festa de São Tiago
Nascido e criado na Vila Histórica de Mazagão Velho, ele vivencia a secular festa há mais de 60 anos.
Por: Elder de Abreu
O tradicional baile das máscaras, um dos pontos mais frequentados pelos turistas da Festa de São Tiago.

Há mais de 20 anos, o “ingresso” para o tradicional baile das máscaras, um dos pontos mais frequentados pelos turistas da Festa de São Tiago, que acontece dias 24 e 25, é distribuídos gratuitamente na casa nº 18, da Avenida 7 de Setembro. É neste endereço que mora um dos personagens mais importantes da festividade: Raimundo Conceição dos Santos.

Nascido e criado na Vila Histórica de Mazagão Velho, ele vivencia a secular festa há mais de 60 anos. Assim como seu saudoso pai, Raimundo Pereira de Souza, ele participou por muitos anos da encenação da épica batalha entre mouros e cristãos. Mas, nas duas últimas décadas, a casa dele se tornou um dos pontos de concentração mais importantes do evento cultural e religioso. É lá que é são confeccionadas e distribuídas as máscaras para o baile, realizado sempre à véspera da encenação da batalha final, no dia 25, dia de São Tiago.

Depois de seis décadas, ele afirma que a festa mudou, mas para melhor. “Está mais organizada. E o apoio cultural do governo é essencial para isto. Meus filhos já se envolvem nesta tradição e isso é gratificante”, afirma com orgulho.

Na epopeia religiosa de São Tiago, o baile das máscaras marca a comemoração dos mouros, que pensavam ter vencido a batalha ao fingir uma trégua e oferecer alimentos envenenados aos cristãos como prova de rendição. No entanto, conta a história, os cristãos não caíram no plano e, usando máscaras, foram ao baile dos mouros e devolveram os presentes envenenados, que foram ingeridos por muitos mouros.

 

A festa
A festa de São Tiago é uma tradição trazida da África pelas famílias de colonos portugueses, em decorrência dos conflitos político-religiosos entre portugueses (cristãos) e muçulmanos (mouros).

Realizada desde 1777, na vila de Mazagão Velho, o evento consiste na encenação de um espetáculo de fé, que conta a história do guerreiro Tiago, soldado anônimo que lutou ao lado do povo de Cristo, ajudando a vencer as grandes batalhas contra os mouros.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá