quinta, 30 de junho de 2016 - 16:30h - 6161
Sesa agiliza implantação de programa de amamentação e alimentação nas UBS
Trinta profissionais são capacitados para trabalhar o programa nas Unidades Básicas de Saúde.
Por: Elmano Pantoja
Nesta quinta-feira, 30, aconteceu a primeira reunião dos tutores da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, com a presença de representantes do Ministério da Saúde (MS). O evento foi realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

A reunião discutiu os avanços e entraves para implantação desta estratégia no Amapá, que funcionará nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Em 2013, o Estado, em parceria com o MS, realizou uma oficina para formação dos tutores que assumiram o compromisso de implantar a estratégia no âmbito municipal. Esses profissionais são responsáveis por disseminar o projeto e promover oficinas dentro das unidades.

"Em 2014 houve um corte na continuidade da disseminação dessa estratégia em razão de vários fatores. Hoje, estamos reunidos buscando resgatar esse projeto", relatou Ellen Holanda, coordenadora estadual de Atenção Básica.

O projeto foi lançado pelo Ministério da Saúde (MS) em 2012. A estratégia visa a qualificação do processo de trabalho dos profissionais da atenção básica com o intuito de fortalecer as ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e a alimentação. A ideia também foca na melhora dos índices de aleitamento materno e na qualidade da alimentação das crianças, contribuindo assim para a redução da mortalidade infantil e doenças como a desnutrição, anemia, hipovitaminose A e a obesidade, entre outras.

Para a coordenadora geral da Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM), do Ministério da Saúde, Neide Cruz, é essencial que todos os municípios adotem a estratégia. "Os tutores que foram capacitados pelo Ministério, desenvolvem trabalho em Macapá, Santana e Laranjal do Jari. A ideia é que as unidades da atenção básica estejam sempre qualificadas para assistência à mãe e ao bebê", enfatizou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá