quarta, 29 de junho de 2016 - 16:24h - 6739
Iepa reabre farmácia natural com linha de 37 medicamentos fitoterápicos
O empreendimento passou por reestruturações de equipamentos e laboratórios, que foram readequados de acordo com normas da Anvisa.
Por: Elder de Abreu
O Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) reabriu a farmácia de produtos fitoterápicos. Os medicamentos são processados a partir de espécies de plantas medicinais, a maioria de origem do bioma amazônico.

Em funcionamento no horário de 8 às 13 horas, de segunda à sexta-feira, o empreendimento passou por reestruturações de equipamentos e laboratórios, que foram readequados de acordo com normas da Agência Nacional Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com biomédico da instituição, Maurício José de Souza, o Iepa fez a aquisição de novos insumos sintéticos que são necessários à produção – como o álcool específico, que não é comercializado no mercado local, usado para extrair o princípio ativo das plantas medicinais. Um novo estoque de embalagens também foi adquirido.

Na farmácia, a população encontra medicamentos naturais para o tratamento de vários problemas, desde a queda de cabelo até complicações geradas pela diabetes, inflamações, asma, bronquite, renite, sinusite, hipertensão, diarreia, dermatoses (doenças de pele), entre outras.

 

Cosméticos

A linha de cosméticos (fitocosméticos), como sabonetes e hidratantes, estão em fase de fabricação e deverão ter as vendas retomadas nas próximas semanas. Isto deve aumentar para 45 o número de itens comercializados pela farmácia do Iepa.

Souza elencou algumas das vantagens ao optar pelo tratamento natural. Ele disse que os fitoterápicos produzem menos efeitos colaterais, menos restrições em comparação com os medicamentos sintéticos, além de resgatar a cultura da medicina natural. Outro benefício da farmácia do Iepa é o preço. Lá, o produto mais caro custa R$ 13.

Quem conhece bem as vantagens do tratamento natural a base de fitoterápicos é o bancário Samuel Bastos. Ele usa os produtos do Iepa há mais de dez anos. Mesmo nestes últimos meses em que a farmácia passava por readequações, ele não abriu mão dos farmacêuticos naturais: mandava buscar medicamentos fitoterápicos em Minas Gerais. Nesta quarta-feira, 29, ele foi ao Iepa para comprar uma medicação para sua filha de 6 anos. “É muito importante a retomada da farmácia. É uma opção que a população precisa ter. Eu e minha família só usamos produtos naturais, que fazem melhor para a saúde”, destacou.

 

Reorganização

Segundo Maurício Souza, a administração da farmácia também passou por uma reorganização para que a produção seja continuada a partir de agora. Novos profissionais, como farmacêuticos, passaram a integrar o empreendimento, o que proporcionou a melhoria nas atividades de controle de estoque e de produção.

“Antes a gente produzia 500 unidades e quando terminavam esses produtos, a gente passava por dificuldade de aquisição de insumos e embalagens. Agora fazemos projeções do nosso fluxo de trabalho, para que não aconteçam mais interrupções nas vendas. Em termos de qualidade na gestão, nós subimos um patamar na produção de fitoterápicos”, ressaltou o biomédico.

 

Novidades

O Iepa também trabalha novas formulações de fitoterápicos, como por exemplo o uso do princípio ativo da tintura de pariri em um xarope, produzido especialmente para crianças. “Existem pesquisas em andamento, e, em breve, estaremos lançando novos produtos. A população terá novas opções de tratamentos natural”, adiantou Souza.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá