segunda, 01 de fevereiro de 2021 - 13:46h - 4168
Politec conclui laudo de acidente que vitimou trabalhadores de restaurante em Macapá
Laudo indica que a velocidade foi determinante para a ocorrência do acidente. O documento já está nas mãos da autoridade policial que investiga o caso.
Por: Ailton Leite
Foto: Maksuel Martins/Secom
Edimar Lopes, chefe de gabinete da Politec, Ronaldo Modesto (centro) perito responsável pelo laudo e José Amarildo, diretor do Departamento de Criminalística da Politec

A Polícia Técnico Científica (Politec) concluiu na última sexta-feira, 29, o laudo sobre o acidente de trânsito ocorrido na noite do dia 15 de janeiro na avenida Padre Júlio Maria Lombard, que vitimou dois funcionários de um restaurante. O Exame Pericial Local de Acidente de Trânsito é realizado pela Politec quando acontece acidente com vitima parcial ou fatal, e tem até 10 dias para ser concluído.

A laudo, elaborado pelos peritos Ronaldo Modesto e Edien Pena, aponta que o veículo que causou o acidente estaria a 137,70 metros, ou seja, antes da esquina da rua Paraná, sentido leste/oeste, no momento em que o veículo celta iniciou a conversão à esquerda.

Segundo o perito Ronaldo Modesto, neste momento o motorista do celta não tinha visualização do veículo por estar depois da metade da quadra, que tem aproximadamente 200 metros.

Ele explica que se o condutor que causou o acidente estivesse trafegando com a velocidade máxima permitida da via, que seria 60 km/h, teria dado o tempo para que o condutor do celta realizasse a conversão. O laudo indica que o veículo BMW estaria a uma velocidade aproximada de 184 km/h e que levou 2,7 segundos para atingir o celta, arrastando-o à 73 metros do local de impacto.

“Utilizando todos os elementos necessários para a confecção do laudo, concluímos que a velocidade foi determinante para a ocorrência do acidente, a intensidade nas avarias e a gravidade das lesões que levaram a óbito das duas pessoas”, relatou o perito. Ele acrescentou que no local do acidente não foram detectados sinais de frenagem, apenas marcas de arrastamento das rodas do celta.

O perito relata que o trabalho de elaboração do laudo foi todo baseado na ciência, utilizando cálculos físicos para se chegar à conclusão. O laudo já está disponível para a autoridade policial que investiga o caso.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá