quarta, 30 de janeiro de 2019 - 10:06h - 462
Projeto leva musicoterapia para pacientes da psiquiatria do Hospital Alberto Lima
Método terapêutico recupera a estabilidade emocional do paciente, buscando melhorar sua qualidade de vida e bem-estar.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: André Rodrigues/Sesa
O grupo voluntário ‘Musicoterapia’ foi alegrar e cantar os grandes sucessos do ritmo brega para os pacientes internados

A música tomou conta do setor de Psiquiatria, do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), na tarde desta terça-feira, 29, em Macapá. O grupo voluntário ‘Musicoterapia’ foi alegrar e cantar os grandes sucessos do ritmo brega para os pacientes internados. A musicoterapia é um método terapêutico que utiliza a música como ferramenta de trabalho promovendo a reabilitação do paciente na sociedade. E busca melhorar a qualidade de vida e o bem-estar do paciente.

Segundo a terapeuta ocupacional da Psiquiatria, Juliana Naomi, além de recuperar a estabilidade emocional, na internação também são resgatados os vínculos familiares e o do convívio social.

“Muitos não têm a oportunidade desse momento de dança, música e alegria. Às vezes, eles são segregados na própria família, ficando em casa sem diversão. E aqui a gente proporciona isso para mostrar que eles podem também se divertir de forma saudável”, explica Juliana Naomi.

Pensando em proporcionar lazer para os pacientes, em dezembro de 2018 o Setor de Psiquiatria inaugurou a Sala de Praxiterapia, onde são realizadas atividades lúdicas, terapêuticas e físicas. O espaço conta, ainda, com uma biblioteca e sala de vídeo.

A voluntária Dora Makathiney, disse que o grupo ‘Musicoterapia’ surgiu há um ano através das redes sociais e que, hoje, são cerca de 25 voluntários que levam música e lazer para hospitais e instituições filantrópicas. Na Psiquiatria do Hcal o grupo faz apresentações quinzenais.

“A gente gosta muito de vir aqui porque sentimos que os pacientes ficam muito felizes, eles participam, dançam e conversam. No trabalho voluntário, vamos com a intenção de ajudar, mas na verdade os grandes beneficiários somos nós, ficamos muito satisfeitos e com a energia renovada”, testemunhou Dora Makathiney.

Atendimento psiquiátrico

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) já está adequada às novas resoluções do Conselho Federal de Medicina (CFM), quando o assunto é atendimento psiquiátrico. Após avaliação do médico plantonista, feita no Hospital de Emergência (HE), o paciente que apresenta transtornos mentais deve ser encaminhado, em até 72 horas, ao setor especializado do Hospital de Clínicas Alberto Lima.

Além do Hcal, a rede estadual de atendimento possui ainda os Centros de Atenção Psicossocial Casa da Gentileza (Caps) e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD).

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá