sábado, 21 de novembro de 2020 - 19:44h - 920
Conta de luz: Bolsonaro, Davi e Waldez acertam trâmites para isentar consumidores amapaenses
Alinhamento aconteceu durante visita de Bolsonaro ao Amapá neste sábado, 21. Governador decretou estado de calamidade que vai embasar medida provisória.
Por: Anne Santos
Foto: Maksuel Martins / Secom
Presidente Jair Bolsonoro, governador Waldez Góes e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre em visita às subestações

O governador do Amapá Waldez Góes acompanhou o presidente do República Jair Bolsonaro e o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre para ativação das termelétricas que reforçarão o fornecimento de energia do estado. A visita ocorreu neste sábado 21, nas subestações de Santana e do Santa Rita, onde as máquinas entraram em funcionamento, sob responsabilidade da Eletronorte.

Com a ativação dos geradores e mais o transformador deslocado de Laranjal do Jari, a previsão, segundo o governo federal, é de que até o dia 26 o fornecimento com a carga total de energia seja restabelecido no Amapá, dando a segurança energética que o estado necessita.

Na ocasião, Góes assinou um decreto de calamidade pública, que abre caminho para que o presidente assine uma Medida Provisória para o pagamento da conta de energia dos amapaenses afetados pelo apagão, pedido feito pelo presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre.

O governador explicou que a medida é necessária, pois o incêndio que deu início à crise energética, no dia 3, ocorreu em uma instalação de concessão federal e administrada por uma empresa privada, o que limita a atuação do estado.

“Estamos em estado de emergência e agora decretamos estado de calamidade e pedimos ao governo federal o reconhecimento para que possamos minimizar os danos e agravos à população”, explicou o chefe do Executivo.

O presidente Davi Alcolumbre lembrou todo o trabalho feito para solucionar o problema antes do previsto e a necessidade da Medida Provisória.

“Conversei com o presidente, que mesmo sendo responsabilidade de uma empresa privada, se não fosse o apoio do governo federal levaríamos mais tempo para solucionar essa crise no Amapá e agora pedi a construção de compensações, como o pagamento da conta da energia elétrica nos últimos 30 dias”, informou  Alcolumbre.

Segundo ele, outras medidas serão adotadas para compensação e restabelecimento da segurança energética do Amapá e recuperação da economia amapaense, prejudicada pelos blecautes.

A decisão foi baseada em relatórios da Policia Militar, da Superintendência de Vigilância em Saúde do Estado do Amapá, da Secretaria de Estado da Saúde, da Secretaria de Estado do Planejamento, da Companhia de água e Esgoto do Amapá, dentre outros, que demonstram os impactos ocasionados pelo evento adverso.

Após a ativação dos geradores termoelétricos, o presidente Bolsonaro concedeu entrevista à imprensa e destacou o trabalho conjunto feito para solucionar o problema.

“Desde o dia do ocorrido, quando fomos contactados pelo senador Davi Alcolumbre colocamos nossa equipe para restabelecer a energia no Amapá, trabalhando com os órgãos do estado. Quero agradecer ao governador e dizer que estamos nos aproximando dos 100% de fornecimento de energia”, disse o presidente durante o pronunciamento.

Fiscalizações

O governador Waldez também cobrou, que além da reposição da infraestrutura e segurança energética, os órgãos de fiscalização e controle possam esclarecer as razões e os culpados pelo apagão.

“Isso precisa ser esclarecido e precisamos de celeridade nas investigações e que os culpados sejam punidos. Meu agradecimento ao presidente Jair Bolsonaro e ao presidente Davi, que desde as primeiras horas criaram as condições para o restabelecimento gradual da energia. Além do trabalho em conjunto da Defesa Civil Nacional e a estadual na assistência as famílias amapaenses”, declarou Góes.

Desde o corrido, o Governo do Estado do Amapá tem garantido a assistência a população amapaense com fornecimento de água, distribuição de alimentos doados e combustível para os geradores de emergência. Outras medidas de assistência e compensação serão efetuadas nos próximos dias para minimizar os impactos ocasionados pelo apagão que atingiu 13 municípios amapaenses.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Fotos: Maksuel Martins

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá