terça, 14 de janeiro de 2020 - 18:35h - 3852
Para fortalecer o turismo, Waldez anuncia reforma e modernização do monumento Marco Zero
Governo do Amapá acessou recursos para reformar e modernizar o espaço; verbas para as obras somam R$ 6,7 milhões.
Por: Andreza Teixeira
Foto: José Baia/Secom
Governador anunciou investimento nesta terça-feira, 14

Para fortalecer o turismo amapaense, o Governo do Amapá vai reformar e modernizar o monumento Marco Zero do Equador, um dos principais pontos turísticos do estado, localizado em Macapá, dividindo os hemisférios norte e sul.

Nesta terça-feira, 14, o governador Waldez Góes anunciou o investimento de R$ 6,7 milhões para o espaço que passará a Complexo Turístico do Marco Zero. O recurso foi acessado pelo Estado junto ao Ministério do Turismo, com articulação do presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre. A contrapartida do governo amapaense é de quase R$ 67 mil.

As obras vão modernizar, especialmente, a linha imaginária do Meio do Mundo, que divide os hemisférios e marca os fenômenos Equinócio das Águas (em março) e da Primavera (setembro). Também haverá intervenções no obelisco, na área administrativa e de exposições.

Os serviços vão transformar o monumento em um complexo diferenciado, moderno, com acessibilidade, novos espaços voltados à gastronomia e comercialização do artesanato amapaense, além de revitalização, novo paisagismo e urbanização na área do entorno, como o estacionamento.

Waldez reforçou que, com as mudanças, o objetivo é melhorar a qualidade da infraestrutura do espaço e atrair ainda mais visitantes - em 2019, o Marco Zero recebeu cerca de 11.600 pessoas, entre amapaenses e turistas nacionais e internacionais. Com a expansão do turismo, a ideia é gerar mais emprego e oportunidades de renda à população.

O governador lembrou que a parceria entre Estado e bancada federal amapaense está incentivando diferentes áreas.

"Com a reforma do Marco Zero, estamos investindo no turismo, uma das indústrias que mais gera empregos no mundo. E o Amapá tem uma grande vocação para esse setor, por isso é fundamental ter infraestrutura. Teremos geração de emprego com as obras e, depois delas, com as oportunidades geradas pelo crescimento do turismo", ressaltou.

No futuro, pontuou Waldez, a ideia é desenvolver o projeto "Parque do Equinócio", para urbanizar toda área do entorno do monumento.

Presente à cerimônia, Davi Alcolumbre falou sobre o potencial que o monumento tem para desenvolver o turismo amapaense.

"Queremos que o nosso Marco Zero seja realmente um cartão postal, porque o mundo quer conhecer a capital cortada pela Linha do Equador. Então, é essencial que toda essa área seja modernizada para que possamos receber melhor o nosso turista", reforçou Alcolumbre.

De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf), as obras começam em 2020, após o desenvolvimento do projeto e licitação. Os recursos já estão disponíveis.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Márcio Pinheiro

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá