quinta, 10 de janeiro de 2019 - 23:34h - 893
Orgulho e emoção marcam formatura de estudantes da Risalva Freitas do Amaral
Governador prestigiou a cerimônia de formatura da segunda turma que experimentou a modalidade e anunciou mais quatro escolas de Gestão Compartilhada Militar.
Por: Caroline Mesquita
Foto: Márcio Pinheiro/Secom
Ao todo, concluíram o ensino médio 110 estudantes (66 alunos do ensino regular e 44 da EJA) da Risalva Freitas. Eles foram representados por 67 alunos na forma

As expressões nos rostos de familiares, amigos e servidores que estiveram presentes, nesta quinta-feira, 10, na formatura do 3º ano do ensino médio e 4ª etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Estadual de Gestão Compartilhada Militar Risalva Freitas do Amaral transmitiam três sentimentos: orgulho, gratidão e felicidade. O evento aconteceu no estacionamento do Sebrae-Macapá.

Esta é a segunda turma de ensino médio da Escola Estadual Risalva Freitas do Amaral que se forma neste novo modelo de ensino que, desde 2017, possui gestão compartilhada entre Secretaria de Estado da Educação (Seed) e Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBMAP). Ao todo, concluíram o ensino médio 110 estudantes (66 alunos do ensino regular e 44 da EJA) da Risalva Freitas. Eles foram representados por 67 alunos na cerimônia de formatura.

 

O governador Waldez Góes, que prestigiou a formatura, lembrou que o governo irá implantar mais quatro escolas militares: em Oiapoque, Laranjal do Jari, Santana e na zona norte de Macapá.

“Todos nós sabemos as conquistas que temos com as escolas militares. Elas são inúmeras. Eu tenho certeza que cada estudante formado sabe e reconhece isso. A Risalva Freitas foi umas das escolas que mais cresceram no Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica]. Essa é a nossa melhor recompensa, por isso vamos implantar mais quatro escolas militares”, pontuou o governador.

Ele também informou que o Estado dialoga com o Exército Brasileiro para que assuma uma escola de gestão compartilhada.

“Nosso Estado possui credibilidade, e quem sabe, teremos também uma escola gerida pelo Exército Brasileiro. Já estamos dialogando para isso”, frisou.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, salientou que a escola reduziu quase a zero a evasão escolar.

“Estou imensamente feliz e emocionada com esse evento. Em 2016, planejamos esse modelo de ensino para o nosso Estado, em 2017, foi o ano de sobrevivência de uma experiência que nos trouxe êxito, em 2018 foi ano de sustentação e, em 2019 será o ano da consolidação do nosso ensino de gestão compartilhada militar”, resumiu a secretária.

Gratidão

Os estudantes Antônio Carlos Soares, do ensino regular, e Vanessa Carvalho Moreira, da EJA, receberam medalhas de honra ao mérito e foram homenageados porque conquistaram os melhores desempenhos durante o ano. Carlos também foi orador da formatura. Ele fez um discurso saudosista e sentimental.

“É engraçado que não haverá férias, pois não vamos retornar. Não haverá matrículas, risadas e nem brincadeiras. Agora é um novo caminho”, comentou.

A diretora da Risalva Freitas, capitã Greyce Pantoja, agradeceu a todos que se empenharam na realização do evento, e também aos pais dos estudantes, por acreditarem no novo modelo de ensino.

“Professores, servidores, militares, todos que se empenharam para que tudo desse certo, muito obrigada. E agradeço a vocês, pais, principalmente àqueles que tinham dúvidas quando a gestão foi implantada, mas matricularam mesmo assim seus filhos. Fica, aqui, a minha gratidão”, discursou a diretora.

Emoção

O hino nacional tocado pela Banda de Música da Polícia Militar, a continência ao Pavilhão Nacional, a última marcha como ex-alunos da Escola de Gestão Compartilhada Militar Risalva Freitas do Amaral. Tudo era motivo para se emocionar. E assim estava o estudante Pedro Gustavo Frazão, ao lado de sua irmã e mãe. Feliz e orgulhoso, o estudante fez o juramento do ex-aluno da Escola Risalva Freitas.

“É um modelo de ensino que eu gostei muito e saio daqui emocionado, pois sei o quanto a escola mudou e para melhor. Temos projetos sociais, como idas a orfanatos; temos incentivo para estudar, como o Projeto Pré-Enem. Daqui só guardo coisas boas”, discursou.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Márcio Pinheiro/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá