quinta, 07 de novembro de 2019 - 23:09h - 914
Central do Enem conclui último aulão para o exame com Estádio Zerão lotado de estudantes
Mais de cinco mil estudantes participaram do Aulão no Meio do Mundo, nesta quinta-feira, 7, no Estádio Zerão, para revisão de matemática e ciência da natureza.
Por: Caroline Mesquita
Foto: Irineu Ribeiro/Secom
Arquibancadas do Estádio Zerão ficaram lotadas

O clima foi de descontração, alegria, despedida e muita energia positiva no último Aulão no Meio do Mundo, realizado nesta quinta-feira, 7, de 14h às 20h30, no Estádio Zerão, em Macapá. Mais de cinco mil estudantes candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) lotaram as arquibancadas para a revisão de matemática e ciências da natureza, que serão cobrados no domingo, 10, no segundo dia do exame oficial.

Os dois dias de Aulão no Meio do Mundo – o primeiro, de linguagens, humanas e redação, no dia 30 de outubro – são a culminância das ações deste ano da Central do Enem, cursinho gratuito criado pelo Governo do Amapá, sob gerência da Secretaria de Estado da Educação (Seed), para preparar estudantes concluintes do ensino médio da rede estadual e pessoas interessadas para o Enem.

As amigas Ábila Raama, Carla Nascimento e Raynara Souza são estudantes da Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto, localizado no bairro Infraero 2, zona norte da capital, e, desde maio, as terças e quintas-feiras, no contra turno escolar, acompanharam as aulas da Central do Enem no pólo da Escola Estadual Gabriel de Almeida Café.

Carla é vestibulanda de direito, curso bastante concorrido nas universidades públicas e em bolsas nas faculdades particulares. Para ela, a Central do Enem foi fundamental, principalmente, porque ajuda que não tem condições de pagar cursinhos particulares para o Enem.

“Os melhores professores, os mais qualificados, muitos conhecidos nos melhores cursinhos particulares de Macapá, deram aulas para a gente”, observou a aluna.

Atento a cada dica dos professores, o estudante Robert Leal Viscaia quer cursar engenharia elétrica. Ele também se preparou na Central do Enem, e, por ser aluno da Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares, aproveitou e se matriculou no pólo localizado em sua própria escola.

“Além das aulas da escola, reforçava o aprendizado com os professores da Central do Enem. Vendo as aulas deles, sinto-me confiante que irei fazer também uma boa prova no domingo”, comentou o aluno.

Além do conteúdo do Enem, a programação do aulão contou com palestra motivacional, sorteio de kits, apresentação de capoeira, grupo de dança All United da Escola Estadual Elizabeth Esteves, e show de encerramento do MC Lee. Estudantes de 48 escolas de ensino médio da rede estadual, de Macapá, Santana, Tartarugalzinho e Mazagão, estiveram no estádio. Faculdades privadas também foram parceiras do evento, contribuindo com demonstrações de cursos, doação de água e material de estudo.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, lembrou que é uma decisão de governo garantir projetos como a Central do Enem, que dá oportunidades para os estudantes da rede estadual se prepararem melhor e alcançarem seus sonhos.

“Desejo boa prova aos nossos alunos e vamos estudar uma formar de ampliar, cada vez mais, a Central do Enem, para que a gente consiga atender a todos os municípios do nosso estado”, falou.

Central do Enem

A Central do Enem existe desde 2015, porém, no início, com aulas pontuais de revisão. As maiores eram realizadas, geralmente, no Teatro das Bacabeiras, em Macapá. Em 2019, o projeto ganhou força, foi ampliado, e alcançou os municípios de Macapá, Santana, Mazagão, Tartarugalzinho, Laranjal do Jari e Vitória do Jari. Mais de 3 mil alunos frequentaram as aulas presenciais, atrativas, dinâmicas e contextualizadas, no contra turno escolar, da Central do Enem.

Em Macapá e Santana, as aulas aconteciam todas as as terças-feiras e quintas-feiras, divididas em cinco pólos-escolas: Esther Virgolino, Alexandre Vaz Tavares, Gabriel de Almeida Café, Cepajob e Augusto Antunes. Aos sábados, havia aulas itinerantes, destinadas aos alunos treineiros e comunidade interessada.

Ao todo, 22 professores da rede estadual de ensino, com vasta experiência em preparatório para exames, foram disponibilizados para dedicação integral ao projeto. Todas as áreas do conhecimento foram contempladas: matemática; linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e sociais aplicadas; ciências da natureza e suas tecnologias.

 

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Irineu Ribeiro/Secom

Caroline Mesquita/Seed

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá