sexta, 04 de maio de 2018 - 19:00h - 4995
Escola Lucimar Amoras Del Castillo é revitalizada após 25 anos
Unidade escolar recebeu cerca de R$ 350 mil em manutenção realizada pela Secretaria de Estado da Educação (Seed).
Por:
Foto: Erich Macias
Obra incluiu troca de telhado, forro, pintura, manutenção do banheiro e passarelas, reparos em janelas e portas, além da manutenção elétrica

Após 25 anos, desde sua inauguração, a Escola Estadual Professor Lucimar Amoras Del Castillo, em Macapá, passou por uma revitalização. A unidade escolar recebeu cerca de R$ 350 mil em manutenção civil e elétrica, realizada pela Secretaria de Estado da Educação (Seed). O novo prédio foi entregue no fim de abril e na última quarta-feira, 2, as aulas iniciaram para os 386 alunos do ensino fundamental II e ensino médio.

Apesar do adiamento do início do ano letivo, os estudantes da instituição terão garantidos os 200 dias letivos previstos na Lei de Diretrizes e Bases (LDB). O calendário já foi readequado junto à Seed e as aulas referentes ao ano letivo de 2018 serão mantidas até março de 2019.

A obra incluiu troca de telhado, forro, pintura geral, manutenção do banheiro e passarelas, reparos em janelas e portas, além da manutenção de toda a parte elétrica. A iluminação da escola – interna e externa – foi substituída por lâmpadas de led.

A escola Lucimar Amoras Del Castillo, também está no cronograma de instituições de ensino que serão climatizadas ainda este ano.

Segundo o diretor da escola, Cléverton Nélio Oliveira de Lima, o estabelecimento funcionava em condições precárias e a revitalização era um anseio antigo de estudantes e funcionários. “O governo do Estado teve a sensibilidade de fazer a intervenção predial em uma escola que estava há 25 anos sem nenhum tipo reforma”, lembrou o gestor.

Com a entrega do novo prédio, a escola iniciará uma campanha de valorização e cuidado com o patrimônio público, conscientizando os estudantes sobre a importância de manter a escola limpa, organizada e sem depredações, garantindo, assim, um espaço adequado para aprendizagem e desenvolvimento.

Cronograma de manutenções

Além da Lucimar Amoras Del Castillo, já passaram por manutenção civil e/ou elétrica, apenas em 2018, as escolas Edgar Lino da Silva, Coelho Neto, Lauro de Carvalho Chaves, Maria do Socorro Smith, Antônio Cordeiro Pontes, Maria de Nazaré, Afonso Arinos, Irineu da Gama Paes, Lucimar Amoras, Foz do Rio Matapi, Joaquim Nabuco e Antônio Castro Monteiro.

Mesmo com o ano letivo em andamento, muitas escolas ainda estão recebendo manutenções, em partes isoladas, garantindo a segurança dos estudantes, professores e funcionários. Em Macapá, as unidades que já iniciaram as aulas e passam por intervenção são: Júlio Gonçalves, Antônio Messias, José Firmo, Maria do Carmo Viana, Raimunda Virgolino, Tiradentes e Colégio Amapaense.

Apenas 4 escolas de Macapá e Santana, que estão em manutenção predial e elétrica, tiveram que adiar o início do ano letivo ou suspender as aulas.

Entre elas estão às escolas Santa Maria (que inicia o ano letivo no dia 15 de maio); Maria Cavalcante e José de Anchieta (ambas prevista para iniciar e retomar as aulas na próxima semana) e José de Ribamar Pestana (com início das aulas previsto para o dia 7 de maio).

A Escola Estadual Maria Neusa está sendo reformada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) e, apesar de a obra prosseguir até o fim do mês, as salas de aulas serão isoladas para que o ano letivo inicie no dia 15 de maio.

Demais municípios

Ainda em Santana e Mazagão, as escolas que passam por intervenção predial e não paralisaram as aulas são: Almirante Barroso, Francisco Walcy e Murilo Braga.

Nos demais municípios, encontra-se em manutenção predial e/ou elétrica as escolas Independência e Maria Iracy Tavares de Ferreira Gomes; Joaquim Caetano e Vila Velha, em Oiapoque; Mineko Hayashida em Laranjal do Jari; Vidal de Negreiros e Lucila Brasão, em Tartarugalzinho.

Investimento

Ao longo do ano serão investidos aproximadamente R$ 22 milhões em serviços nas unidades escolares do Estado. Apenas em Macapá (nas zonas urbana e rural), a estimativa de investimento é de R$ 5,4 milhões. Na capital do Estado, o valor será empregado em cerca outras 50 escolas apenas em 2018, sendo 30 da área urbana e 20 da área rural.

As manutenções foram divididas em cinco lotes e ocorrem simultaneamente em diversas cidades. O Governo do Amapá executará os serviços em cerca de 70 unidades educacionais nos 16 municípios.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá