segunda, 03 de junho de 2019 - 15:08h - 6091
Artesãos faturam mais de R$ 41 mil em Feira de Artesanato, em Oiapoque
Produtos mais comercializados foram em madeira e cerâmica. A maioria das vendas foi para turistas franceses em visita à cidade, que completou 74 anos em 2019.
Por: João Clésio
Foto: Ascom/Sete
Estrutura de tendas e barracas foi cedida pelo governo do Estado para abrigar os artesãos durante a feira

Um relatório da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete), divulgado nesta segunda-feira, 3, aponta um faturamento de mais de R$ 41 mil com a venda de peças artesanais durante a Feira de Artesanato e Empreendedorismo, ocorrida de 23 a 26 de maio, em Oiapoque. A feira comemorou os 74 anos de criação do município.

O levantamento feito pelos técnicos da Secretaria de Trabalho mostra que a venda de artesanato gerou R$ 30.442,00 em dinheiro e mais R$ 10.800,00 em encomendas. A maioria parte das peças vendidas era em madeira e cerâmica, colares de sementes, crochê e artesanato indígena.

“Os turistas franceses foram os maiores compradores do artesanato amapaense. A qualidade, acabamento e a criatividade do produto caíram no gosto deste público. A feira teve como objetivo gerar emprego e renda para nossos artesãos e a oportunidade de fechamento de bons negócios”, avaliou a secretária do Trabalho e Empreendedorismo, Marcella Chesca.

A Feira de Artesanato e Empreendedorismo contou com estrutura de 48 barracas e 3 tendas, cedidas pelo governo do Estado, por meio da Sete, além de um caminhão baú para o transporte de peças artesanais e logística de montagem e acompanhamento durante todo o evento, na área da praça Ecildo Crecêncio.

A feira está inserida no calendário anual da Sete, que, pelo segundo ano consecutivo, participa do evento. Este ano, com a presença de artesãos de Macapá, ligados a duas associações de artesanato, Oiapoque e Mazagão. Foram entregues carteiras nacional e estadual de artesão para 40 trabalhadores manuais e 15 artesãos, sendo 5 indígenas.

A artesã Sandra Alfaia, de Macapá, levou uma grande variedade de artesanato em cerâmica como louças, vasos e esculturas. A aceitação do produto foi bastante positiva. “Só tenho a agradecer ao governo pelo apoio logístico. Consegui vender bastante e faturar um dinheiro extra na feira”, comemorou Alfaia.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá