segunda, 02 de dezembro de 2019 - 20:05h - 487
Turma de 29 capitães conclui curso de aperfeiçoamento de oficiais promovido pelo Estado
Qualificação habilita militares às promoções funcionais. Formatura ocorreu nesta segunda-feira, 2.
Por: Rita Torrinha
Foto: Philippe Gomes
Capitã Danúbia Murici se destacou como a primeira classificada da turma

Após 474 horas de aulas teóricas e práticas, 29 capitães da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros concluíram o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO) 2019. A formatura ocorreu nesta segunda-feira, 2, no auditório do Museu Sacaca, e contou com homenagens e entrega de certificados. O curso habilita os profissionais para as promoções de patente e funções de coordenação e de gestão dentro das corporações.

Além dos capitães, também fizeram o curso dois policiais rodoviários federais, dois guardas municipais e 1 agente penitenciário. Para eles, a capacitação tem valor de pós-graduação. 

Nos dois meses e meio de curso, coordenado pela Escola de Administração Pública (EAP), os oficiais atualizaram informações e doutrinas para, também, prestarem melhor atendimento à população, tendo sido submetidos a provas intelectuais, físicas e técnicas. 

O curso é pré-requisito para habilitação do oficial, permitindo que o mesmo possa ser promovido para o próximo posto: major. Uma vez habilitado, basta que o oficial tenha tempo de serviço e que as vagas estejam disponíveis para a promoção. 

A primeira a receber o diploma de conclusão do curso foi a também primeira colocada da turma, a capitão Danúbia Murici, que reforçou que a habilitação é fundamental para a ascensão na carreira, e se mostrou orgulhosa de, por ser mulher, destacar-se como a 01 da turma. Ela recebeu uma medalha de honra. 

“É gratificante, até porque a maioria da turma é de homens, e, para a mulher, fica um pouco mais difícil, até porque a gente não se dedica somente ao curso. Temos a casa, família, filhos. É uma concentração de tarefas ao mesmo tempo, e para a gente é um privilégio conseguir ser classificada em primeiro lugar da turma”, expressou. 

O curso incluiu 17 disciplinas que passaram por Gestão de Pessoas, Gestão de Comando, Planejamento, Metodologia, estratégia, Recursos Humanos, Mediação e Conflitos, Estrutura Organizacional, Clima, entre outras. Para se formarem, os alunos precisaram fazer muita pesquisa, estudo e passar pelas diversas provas. 

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Matias, enfatizou que, dessa turma, podem sair os próximos comandantes das corporações, PM e Corpo de Bombeiros. 

“Esse é mais um degrau alcançado. Dentro de pouco tempo, vocês serão promovidos ao cargo de major. Daqui a pouco, vem mais um curso, que é o Curso Superior de Polícia, e aí vão galgar outros passos dentro da hierarquia, tenente-coronel, coronel, e dessa turma podem sair novos comandantes gerais”, frisou. 

O investimento no valor humano é prioridade do Governo do Amapá, que vê a Segurança Pública como eixo fundamental para garantia da ordem e do bem-estar social. Por isso, o secretário de Justiça e Segurança Pública do Amapá, coronel Carlos Souza, destacou alguns investimentos direcionados ao setor. 

“O governo vai entregar 14 ambulâncias somente para o Corpo de Bombeiros, mais oito viaturas para o Iapen, iniciamos a instalação de bloqueio de sinais de celulares e até o final do ano estaremos tocando 17 obras da Segurança Pública [15 já estão em andamento]. Entregaremos mais 32 veículos à PM, até dezembro, e temos muitas outras aquisições para todos os setores da segurança”, finalizou. 

Em dois anos, cerca de 150 militares já foram qualificados pelo Estado.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá